Faça parte da lista vip!

Receba novos conteúdos por e-mail
Siga-me


O algoritmo do Facebook (News Feed) é um código responsável por decidir qual conteúdo vai ser entregue para quem dentro do Facebook. É como se fosse um grande filtro que controla o que aparece na tela (Feed) de cada usuário, baseando-se nos interesses de cada um.

Mas espera um pouco aí? O que é News Feed (ou Feed de notícias) afinal de contas?
Segundo o Facebook: “O News Feed é um fluxo constantemente renovado com atualizações de status, fotos, vídeos, links, atividades de aplicativos e curtidas de pessoas, Páginas e grupos que você segue no Facebook.” – Simplificando: O News Feed é aquela região central do Facebook, onde aparecem todas as publicações e atividades dos seus amigos, parentes e páginas que você curte.

Agora, imagine que você abre o Facebook e começam a aparecer todas as publicações de todos os seus amigos, parentes e páginas que você curte, além de todas as notificações de conteúdos que seus amigos e parentes curtiram ou comentaram, tudo de uma só vez. Seria uma quantidade tão grande de informação, com tanta coisa que não tem o menor interesse para você, que provavelmente você fecharia a página alguns segundos depois.

E é exatamente para que isso não aconteça e para que você receba somente os conteúdos que são mais relevantes para você, que o algoritmo do News Feed foi criado: Basicamente para selecionar o conteúdo mais interessante para cada uma das pessoas presentes na rede.

Nas palavras do próprio Facebook: “O objetivo do News Feed é apresentar o conteúdo certo para a pessoa certa, no momento certo, para que ela não perca as histórias que mais interessam.”

Agora que você já sabe o que é News Feed, da existência do algoritmo e para que ele serve, é de extrema importância que você tenha pelo menos um pouco de noção de como ele funciona, para obter bons resultados com a FanPage do seu negócio.

COMO O FACEBOOK DISTRIBUI AS PUBLICAÇÕES?

Você já sabe que o algoritmo do News Feed é o responsável por selecionar e distribuir todo o conteúdo publicado no Facebook, mas a grande sacada mesmo é entender como ele faz isso, só assim você vai saber como tirar o melhor proveito disso usando ele a seu favor obtendo os melhores resultados para o seu negócio através do Facebook.

Eu não vou me aprofundar muito em termos técnicos aqui, pois não é o meu objetivo. O que eu quero é que você entenda a essência principal de como o algoritmo funciona e a partir disto possa decidir as melhores estratégias a serem aplicadas na FanPage do seu negócio, OK!

O objetivo do algoritmo é entregar às pessoas as histórias e conteúdos sobre os assuntos que elas mais se interessam. Mas como é que ele sabe o que é mais interessante pra mim? Simples, coletando informações sobre tudo aquilo que você faz dentro da plataforma. Isto inclui os posts que você curte, os comentários que você faz, o conteúdo que você compartilha, as páginas que você segue, os links que você clica e acredite se quiser, até mesmo quando você passa por uma publicação no feed, e rola para traz para vê-la novamente.

Isso tudo é feito através de uma infinidade de informações e cálculos complexos, mas eu vou listar aqui os principais pontos que afetam a seleção do conteúdo à ser distribuído.

1. Inventário: É todo o conteúdo que seus amigos, familiares e páginas que você curtiu publicaram e que você ainda não viu. Ou seja, é tudo aquilo que ainda está disponível para você consumir no seu Feed, como se fosse um grande estoque de conteúdo destinado à você.

2. Sinais: São as informações sobre você coletadas pelo algoritmo que ajudam ele a decidir o que vai ser mostrado. Por exemplo, quem fez o post, qual horário foi realizado, qual a velocidade da sua internet naquele momento e até mesmo em qual tipo de dispositivo você está navegando no Facebook (Desktop ou Smartphone).

3. Previsões: Nesta etapa o algoritmo faz a combinação do Inventário com os Sinais para tentar prever qual conteúdo é mais interessante pra você naquele momento. Por exemplo, quais as chances de você comentar, compartilhar um determinado post, ou assistir um vídeo até o final naquele momento.

4. Pontuação de Relevância: Os dados gerados na etapa das Previsões são reunidos e formam uma pontuação de relevância que é dada a cada um dos conteúdos que estão no seu Inventário. Esta pontuação representa o quanto o algoritmo acha que você está interessado em um determinado post que está disponível para você.

Portanto, todos os posts do seu inventário (ou seja, tudo aquilo que está na fila para ser exibido pra você) são ordenados de acordo com a pontuação de relevância que eles receberam. Os posts com pontuação mais alta são entregues antes pra você, e aqueles que recebem uma pontuação menor são entregues depois. E dependendo da pontuação e do tempo decorrido desde que o post foi feito, talvez ele nunca chegue a ser exibido pra você.

Todo este processo acontece de forma individual para cada usuário. Cada Feed é personalizado e único.

Você já deve ter percebido que em determinado momento você curtiu alguma página que alguém mandou o convite pra você. Porém você nunca clicou em nenhum link que esta página publicou, nem curtiu, comentou ou compartilhou o conteúdo dela. Depois de algum tempo, as publicações dela simplesmente desapareceram do seu Feed como se a página não existisse mais.

Isso acontece por que o algoritmo do News Feed entendeu que o conteúdo que aquela página, ou pessoa está publicando não é interessante pra você, já que você não deu sinais de que estava gostando do conteúdo (curtindo, compartilhando e comentando), e passou a dar uma pontuação de relevância muito baixa para os posts publicados por ela. E todo o conteúdo que você demonstra interesse interagindo de alguma forma com ele passa a ter uma pontuação de relevância mais alta e ter preferência na exibição dentro do seu Feed.

ATUALIZAÇÕES DO FEED EM JANEIRO DE 2018

Em Janeiro de 2018 Mark Zuckerberg anunciou novas atualizações importantes na forma como o algoritmo do News Feed funciona. A primeira mudança é a mais importante delas no que se trata da utilização do Facebook para negócios e impacta principalmente as Páginas e todo o conteúdo “Comercial e Promocional” que é publicado no Facebook.

Segundo Zuckerberg, as pessoas estavam reclamando da quantidade de conteúdo de publicidade (publicações de empresas, marcas e meios de comunicação) que estava sendo exibidos em seus feed’s, pois isto estava tomando o lugar dos momentos pessoais, concluindo então que isto estava distanciando o Facebook da coisa mais importante, que é nos ajudar a conectarmos uns aos outros.

E é claro que, antes que as pessoas começassem a deixar o Facebook por não estarem gostando do conteúdo exibido, a grande rede tomou suas atitudes e começou a fazer mudanças. Afinal de contas, de que adianta ter uma plataforma incrível para anunciar, se não existem pessoas nela para verem seus anúncios?

Então, à partir de Janeiro de 2018 o News Feed adicionou mais um fator para a distribuição do conteúdo, que é priorizar conteúdo de amigos e familiares. Portanto as publicações de empresas, marcas e mídia passaram a serem exibidos mais abaixo no Feed dos usuários. E mais importante a se saber é que o conteúdo de páginas que ainda é exibido é aquele que incentiva interações autênticas e significativas entre as pessoas.

COMO ISTO FUNCIONA PARA MINHA FANPAGE?

Na prática, quanto menos interessante for o seu conteúdo para o seu público, menos as pessoas vão interagir com ele (curtir, comentar, compartilhar, etc.), menor a pontuação de relevância das suas publicações e menor é a entrega do seu conteúdo para seus fãs e seguidores. Simples assim!

E com a atualização de Janeiro de 2018, se o conteúdo que você publica na sua página não for interessante o suficiente para fazer com que as pessoas iniciem conversas autênticas nos comentários, o seu conteúdo passará a ter ainda menos relevância, e menor ainda serão as chances dele aparecer no feed de forma orgânica.

Pra você entender melhor a importância disto que eu estou dizendo: Quando você faz uma publicação na sua FanPage o Facebook entrega para um número X de pessoas. Se estas pessoas que receberam a publicação não interagirem com o conteúdo curtindo, clicando, compartilhando ou comentando, o Facebook fará uma nova entrega da publicação para um número menor de pessoas. Se estas novas pessoas também não reagirem ele vai diminuindo gradativamente até não entregar para mais ninguém.

Porém, se uma boa porcentagem das pessoas que receberam a publicação inicialmente reagir ao conteúdo, o Facebook aumenta a quantidade de pessoas que recebe a publicação na segunda entrega e assim o alcance aumenta sucessivamente conforme as interações com a publicação vão aumentando.

Estima-se que este processo todo leva em média três horas para cada publicação. Por isso é de extrema importância que o seu conteúdo seja interessante o suficiente para fazer com que o seu público reaja a ele logo nas primeiras horas após a publicação.

A esta altura você já deve ter entendido por que se fala tanto em gerar engajamento quando se trata de estratégias de marketing para Facebook não é mesmo? Quanto mais engajamento, melhor é a sua pontuação de relevância no algoritmo e mais pessoas o seu conteúdo alcança! Resumindo: Quanto mais interessante o seu conteúdo, mais pessoas veem ele!

E é por isso que eu volto a reforçar: Se você não sabe com quem está falando, como você pretende criar publicações que sejam interessantes para as pessoas? E se as publicações não forem interessante para as pessoas, elas não vão interagir com o conteúdo e seu conteúdo vai deixar de ser entregue. Se o conteúdo não for bom, ninguém vai ver!

Se você está publicando só ofertas de produtos e conteúdo de venda na sua página, as chances são de que as pessoas não estão interagindo com este conteúdo e a pontuação de relevância das suas publicações e da sua página está péssima, fazendo com que seu conteúdo alcance muito poucas pessoas, ou ninguém!

E vale neste ponto fazer uma observação: A cada nova atualização no algoritmo do News Feed, que muitas vezes acaba por “derrubar” o alcance das publicações no Facebook eu vejo muitas pessoas e até profissionais de Mídia Social reclamando por todo lado:

“O alcance do Facebook não para de cair...”;
“O alcance orgânico morreu...”;
“O Facebook só entrega as publicações se pagar...”;
“Se continuar assim o Facebook vai acabar...”

Quer saber o que eu acho? Alcance orgânico não é direito, é privilégio! Você tem de conquistar, através de boas estratégias e ações. As pessoas não são obrigadas a gostar do que você publica na sua página e exatamente por isso o Facebook não é obrigado a entregar um conteúdo que as pessoas não gostam de ver (isso sim acabaria com o Facebook). Ninguém é obrigado a gostar de você, curtir sua página, comprar seus produtos ou serviços. Isso se conquista!

Descubra o que o seu público gosta, o que desperta sua atenção. Busque conhecimento, aprenda como usar a mídia à seu favor, pesquise. Aprenda a conquistar a atenção das pessoas e sim, o seu alcance vai aumentar e você vai ter bons resultados.
Como criar anúncios com o novo Gerenciador de Anúncios do Facebook

Você já deve ter percebido que o Facebook alterou completamente o Layout da sua ferramenta de criação de anúncios não é mesmo? Ainda não chegou pra você? Não esquenta, se não chegou, cedo ou tarde chegará.

O Gerenciador de anúncios foi completamente reformulado, ficou com um visual bem mais moderno e agradável (na minha opinião, mas há quem não goste). O fato é que mudou, e a mudança é permanente. No início pode ser um pouco estranho, mas com o tempo você se acostuma e vai perceber que as mudanças foram benéficas.

Novos recursos foram adicionados, a disposição das coisas ficou muito mais prática e funcional.

Eu liberei Gratuitamente no Youtube uma Aula Completa que fará parte do meu novo treinamento em Facebook ADS que será lançado em breve. Nela você pode conferir um passo-a-passo da criação de um anúncio no Facebook usando o Novo Layout do Gerenciador de Anúncios.

Dê o PLAY e aproveite! 😉

E se quiser ser avisado assim que as inscrições para o novo treinamento abrirem, e aproveitar uma oferta super especial de lançamento, clique aqui ➽ https://adsx.jameswilliam.com.br e cadastre-se seus dados de contato.





Criar conteúdo não é apenas fazer qualquer tipo de publicação. Só publicar não basta! Se você quer atrair a atenção das pessoas, você precisa publicar conteúdo realmente interessante para o seu público.

Para que um post tenha um bom resultado e, além de atrair a atenção ele seja capaz de prender a atenção do seu público, existem quatro requisitos que eu acredito que são essenciais. Pelo menos um deles precisa estar presente no seu post, se você quer que ele traga bons resultados para seus negócios.

Um bom conteúdo precisa...
1. Informar;
2. Educar;
3. Entreter;
4. Ou conectar as pessoas.

1. Informar

O conteúdo que você está postando informa o público sobre algo do interesse dele?

Buscar conteúdos informativos que tenham alguma relação com a sua área de atuação, e que você identificou que fazem parte dos interesses da sua Persona pode ser uma boa estratégia. As pessoas gostam de estar bem informadas e saberem das últimas novidades nos assuntos que elas julgam interessantes para elas.

O que você deve sempre ter em mente é que o conteúdo que é interessante para você pode não ser (e quase nunca é) interessante para a sua Persona. Foque nos interesses da Persona e procure postar as novidades e notícias que estão relacionadas à estes interesses.

Você pode não ter nenhum interesse em notícias e fofocas sobre artistas ou Youtubers, por exemplo. Mas se você está divulgando uma loja de confecções, as chances são de que este conteúdo sem valor nenhum para você, seja um conteúdo de valor para a sua Persona.

Em meu trabalho gerenciando FanPages tive a oportunidade de estudar diversos casos e entender como o conteúdo informativo se encaixava em cada tipo de negócio. Vamos pegar o gancho das lojas de confecções femininas para este exemplo: O público deste tipo de negócio tem uma grande chance de se interessar por tudo aquilo que é relacionado à moda. Notícias sobre as principais tendências da próxima estação e vídeos das principais Youtubers de moda com certeza são um assunto em alta para esta FanPage.

Neste nicho de mercado você pode fazer uma combinação interessante e usar os seus produtos para fazer posts com dicas relacionadas à moda. Assim você combina a exibição dos seus produtos com um conteúdo informativo para o seu público. Mas ele deve ser feito de forma que não se pareça com uma propaganda.

Criar posts informando quem são os aniversariantes da semana ou do mês é um tipo de conteúdo que tende a funcionar muito bem para qualquer tipo de negócio. Este tipo de post geralmente recebe muitos comentários de outras pessoas desejando felicidades e parabenizando o aniversariante e, a essa altura, você já sabe o quanto é importante receber muitos comentários em um post não é mesmo?

Ainda dentro desta categoria de conteúdo, você pode produzir conteúdo informativo relacionado ao seu negócio, como por exemplo, informar sobre horários de atendimento diferenciados, avisos, informações sobre produtos e serviços e etc. Mas sempre levando em consideração se estas informações são de alguma forma interessantes para a sua Persona, OK?

2. Educar

O Post educa o seu público sobre algum assunto, ou ensina a ele alguma coisa útil?

Um conteúdo que educa, normalmente é aquele conteúdo que ajuda a pessoa a resolver um problema.

Quando você tem dúvidas sobre alguma coisa, ou quer aprender algo novo de forma rápida, qual é a primeira coisa que você faz? Pesquisa no Google! Acertei? Agora imagine que você está navegando no Facebook e já está bem perto da hora do almoço. De repente, surge ali bem no meio do seu feed aquela receita espetacular, com ingredientes simples e super fácil de fazer. Se é você quem cozinha em casa com certeza vai ser muito útil, não é mesmo?

Vamos para outro exemplo: Imagine que você tem muita vontade de aprender a tocar violão, e enquanto você navega pelo Facebook através dos posts de seus amigos, parentes e páginas que segue, surge um vídeo com a seguinte descrição: “Você quer aprender a tocar violão? Neste vídeo eu explico 3 passos muito fáceis para você começar a aprender ainda hoje!”. Eu arrisco dizer que as chances deste conteúdo atrair a sua atenção seriam realmente muito grandes, não é mesmo?

Eu chego a arriscar ainda mais: E se este vídeo for uma sequência de 10 vídeos que ensinam efetivamente a tocar violão, publicados por uma loja de instrumentos online que entrega o produto na sua casa. Supondo que você ainda não tenha um violão, as chances de você comprar o seu violão nesta loja após assistir alguns destes vídeos são consideráveis, não é mesmo?

Neste exemplo, isto acontece por que o conteúdo foi útil para você e te ajudou a resolver um problema, portanto atraiu a sua atenção pois estava ensinando algo de seu interesse. Após atrair a sua atenção com o primeiro vídeo, o restante dos vídeos foi responsável por gerar familiaridade e promover a confiança, fazendo com que você se sentisse mais seguro em comprar o produto que você precisava naquela loja.

Postar conteúdo que ensina a sua audiência sobre algo interessante é um dos tipos de conteúdo mais eficientes que você pode criar para a sua FanPage. Pense no que você pode ensinar para a sua audiência e que esteja relacionado a sua área de atuação.

3. Entreter

O Post diverte ou causa alguma emoção positiva na sua audiência?

Conteúdo divertido tende a gerar resultados muito positivos nas mídias sociais. Não é à toa que os memes fazem o maior sucesso internet afora. As pessoas estão tão sobrecarregadas de problemas que, qualquer conteúdo que as ajude a esquecê-los por alguns instantes vai gerar valor para elas de alguma maneira. Note como fotos e vídeos engraçados de animais de estimação, por exemplo, são altamente comentados, curtidos e compartilhados.

É claro que você deve ter cuidado e dosar muito bem o humor em seus posts no Facebook. Tudo depende do seu nicho de mercado e de qual é a personalidade das pessoas que você quer atingir. Por isso é tão importante definir a Persona antes de criar qualquer conteúdo, não só para o Facebook, mas para qualquer rede social.

Como eu já venho pregando aqui neste livro, o Facebook tem se tornado cada vez mais uma Plataforma de Negócios e uma ferramenta de marketing. Mas as pessoas, em sua grande maioria, ainda entram no Facebook para se distrair e o consideram como um meio de entretenimento (apesar de cada vez mais pessoas buscarem informações relevantes para elas dentro da plataforma).

Então, tente encontrar conteúdos divertidos dentro do contexto do seu negócio. Eles tendem a gerar mais engajamento e tem muito mais chances de se tornar um conteúdo viral. Um vídeo engraçadinho com um gatinho caindo de sono postado em uma Segunda-feira, com uma descrição do tipo: “Eu na Segundona...” pode arrancar vários sorrisos e gerar muitos likes e quem sabe, até compartilhamentos.

4. Conectar

O post ajuda as pessoas a se conectarem, gerando conversas nos comentários?

Basicamente o que o Facebook quer é que as pessoas deixem de ser tão passivas, somente consumindo conteúdo no feed e passem a ser mais ativas, comentando, marcando amigos e gerando conversas autênticas entre si.

Então aposte em conteúdo capaz de fazer com que a pessoa sinta vontade de mostrar aquilo para outro amigo, marcando ele nos comentários. Ou que chame tanto sua atenção a ponto dela sentir vontade de deixar sua opinião em um comentário.

Crie posts com perguntas autênticas, pedindo opiniões para sua audiência. Mostre que a sua página é um canal de comunicação aberto, onde seus seguidores podem expressar suas opiniões e criar uma verdadeira conversa entre eles, seus amigos e você.




FICA A DICA:

Anote isto um Post-it e cole em um lugar que você possa ver sempre que estiver criando conteúdo para sua FanPage:

  • O post traz alguma informação interessante para a Persona?
  • O post educa ou ensina a Persona como fazer alguma coisa boa?
  • O post diverte ou causa alguma emoção positiva na Persona?
  • O post ajuda a Persona a se conectar com outras pessoas e incentiva ela a comentar?
  • Se a resposta não for “SIM” para pelo menos uma destas perguntas, refaça o seu post!



O Facebook vem pegando pesado com os anunciantes quando a questão é sobre suas políticas de publicidade. É bom ficar atento para não correr o risco de ter a sua conta de anúncios Bloqueada!

Ter uma Conta de Anúncios bloqueada no Facebook não é algo incomum. Para te falar bem a verdade, cada vez mais se torna algo bem comum. Diariamente vejo muitas pessoas relatando este problema e pedindo ajuda em grupos do Facebook e Whatsapp. E olha, eu sei que ter uma conta bloqueada é F***!

E o problema não é só conta bloqueada não... É anúncio reprovado de penca! E você quer saber o pior? Tem certeza? Então senta aí pra ler.

Se você tiver uma conta de anúncios bloqueada por infringir as políticas de publicidade do Facebook você NÃO PODE criar uma nova conta de anúncios.

Uma coisa muito importante que a maioria das pessoas nem se liga é que quando você vai fazer anúncios no Facebook, não importa para qual conta de anúncios você está criando o anúncio, naquele momento você está logado no seu Facebook (em um perfil pessoal). Absolutamente tudo que você faz no Facebook fica atrelado ao perfil que está logado naquele momento. Portanto, não importa se o anúncio foi reprovado em conta de clientes, ou outras contas que você gerencia, o Facebook SABE QUE É VOCÊ!

Ter cuidado com o seu perfil é essencial. Pois se você tem muitos anúncios reprovados, e muitas contas bloqueadas enquanto usando o seu perfil, isto vai ficando registrado, como se fosse um "score" do seu perfil, podendo prejudicar a sua reputação na rede e gerar enormes dores de cabeça. É por isso por exemplo, que quem já teve muitas contas de anúncios bloqueadas, normalmente quando tenta criar uma nova já leva um bloqueio logo de cara!

Enfim, são diversos fatores que podem causar a reprovação de anúncios e consequentemente o bloqueio de uma conta de anúncios, mas existem alguns que eu considero que são os erros mais comuns. São aqueles que eu vejo o pessoal cometer com muita frequência. Por isso eu criei um e-book com os 10 principais motivos de anúncio reprovado e conta de anúncios bloqueada.

Acredito que esse material pode te ajudar a evitar ter seus anúncios reprovados e também evitar o pior, que é ter a sua conta de anúncios bloqueada no Facebook ADS. E é GRATUITO! Então tá esperando o que, bota seu e-mail aí abaixo que eu envio ele para você ;)









Algoritmo do Facebook

Aprenda a lidar com o algoritmo do Facebook, o mais temido e polêmico a Internet.

Vivemos em um mundo onde pequenos códigos matemáticos se tornaram o centro da maioria das coisas que acontecem ao nosso redor. Quando você faz uma pesquisa no Google, dá uma vasculhada nas redes sociais, abre o Spotify para ouvir uma música ou busca um produto no Mercado Livre ou Amazon, tudo é influenciado por algum algoritmo que orienta o suas decisões ou escolhas.

Pode parecer bizarro, mas em geral, os algoritmos estão lá para ajudá-lo. Com a quantidade infinita de informação produzida diariamente na rede, seria impossível tomar decisões, escolher um produto ou mesmo encontrar alguma informação realmente relevante em uma pesquisa sem a ajuda dos algoritmos.

Mas meu foco neste artigo não é falar sobre todos os algoritmos em geral. Vamos nos atentar em apenas um (o meu preferido de todos)

O Algoritmo do Facebook

O Algoritmo do Facebook com certeza é o mais famoso (e polêmico) do mundo. Já foi o centro das atenções em várias polêmicas nos últimos anos envolvendo situações principalmente relacionadas a política.

O fato é que ele está em constante evolução, já que o Facebook vive uma luta constante para entregar mais valor perceptível aos usuários e na minha opinião, é absolutamente justo dizer que ele esteve no centro das atenções pelas razões erradas nos últimos anos.

O funcionamento dele é simplesmente fantástico, e se você é daqueles que vive de “mimimi” por que seu “alcance orgânico morreu”, ou “o Facebook não entrega suas publicações” e blá blá blá, economize seu tempo e nem continue a ler este artigo...

O acúmulo de informações negativas sobre o Facebook (e seu algoritmo) levou a empresa a tomar medidas rápidas e drásticas para interromper o compartilhamento de conteúdo “não positivo” que “deixas as pessoas se sentindo mal ou tristes”.

E a nova regar é clara. O algoritmo prioriza “interações sociais significativas”.

O próprio Mark Zuckerber fez um post na rede social onde deixou claro:

“Estamos fazendo uma grande mudança na forma como construímos o Facebook. Estou mudando a meta que dou às nossas equipes de produto, para que se concentrem em ajudá-lo a encontrar conteúdo relevante, para ajudá-lo a ter interações sociais mais significativas.”

Isto significa que o algoritmo do Facebook passou a priorizar o conteúdo que proporciona conversas entre amigos e familiares, deixando de lado o clickbait e links para sites externos.

Mas o que são essas interações significativas?

➽ Uma pessoa comentando na foto ou status de outra pessoa;
➽ Uma pessoa reagindo a uma postagem de uma página, compartilhada por um amigo;
➽ Várias pessoas respondendo os comentários uns dos outros em um vídeo ou em um artigo que receberam no feed;
➽ Uma pessoa compartilhando um link pelo Messenger para iniciar uma conversa com um grupo de amigos.

E aí você me pergunta, vale à pena o esforço para produzir um conteúdo genuíno, capaz de ativar estas interações? (Visto que produzir conteúdo não é uma tarefa nada fácil). E eu te respondo que, considerando o tamanho e dominância da rede, absolutamente SIM! E se você ainda não se adaptou está perdendo tempo (e em muitos casos, dinheiro).

“Adapte-se ou morra...”

O que sabemos sobre o Algoritmo do Facebook em 2019

➽ O Facebook confirmou oficialmente que não compartilha seu conteúdo inicialmente com 26 pessoas;

➽ Uma postagem é veiculada para uma pequena quantidade de pessoas para avaliar o engajamento inicial;

➽ O algoritmo do Facebook prioriza conteúdos que estimulem uma conversa entre amigos e familiares;

➽ Também prioriza os links compartilhados pelo Messenger;

➽ A credibilidade de um usuário (histórico de compartilhamentos e etc.) é um fator de classificação;

➽ O conteúdo de uma FanPage que é compartilhado por um usuário e gera discussões (comentários e interações) adicionais é priorizado;

➽ Os vídeos ao vivo (lives) são priorizados pois recebem mais interações;

➽ As postagens de vídeos nativos recebem muito mais envolvimento do que uma postagem com link externo de um vídeo (do Youtube por exemplo).

➽ O envolvimento é baseado em um sistema de pontos;

➽ Postagens com comentários mais longos receberão uma pontuação maior;

➽ O conteúdo NATIVO sempre tem prioridade em relação a conteúdos com links externos;

➽ Clickbait’s e “iscas de engajamento” (pedir para que as pessoas curtam, compartilhem e etc.) perdem pontuação;

➽ Conteúdo sensacionalista é MARCADO pelo algoritmo;

➽ Conteúdos com manchetes falsas e “Fake News” serão penalizados pelo algoritmo;



Como fazer o algoritmo do Facebook trabalhar a seu favor em 2019

Se você quer ter algum alcance orgânico na plataforma e continuar tirando um bom proveito da grande audiência do Facebook, vai precisar se adaptar às novas regras para fazer o algoritmo trabalhar a seu favor. Então...

➽ Crie conteúdo com objetivo de gerar mais conversas/discussões entre os usuários.

Este é um ponto crucial e qualquer um que queira se dar bem na plataforma precisa produzir conteúdo que seja capaz de ativar as pessoas e gerar comentários e novas discussões sobre o assunto.

➽ Produza conteúdo NATIVO

Conteúdo nativo é aquele conteúdo publicado diretamente no Facebook. Um vídeo ou foto publicado diretamente na plataforma, por exemplo. E o Facebook quer que você crie conteúdo para a plataforma, então se você quer direcionar tráfego para seu site, vai precisar jogar com estratégia. Seja um produtor de conteúdo nativo, um colaborador para a plataforma em primeiro lugar.

➽ Faça lives (vídeos ao vivo) para aumentar o envolvimento sempre que possível

Está claro que os conteúdos ao vivo serão priorizados pois geram seis vezes mais envolvimento do que qualquer outro tipo de conteúdo. E qualquer coisa que aumente seu engajamento vale a pena!

➽ Produza Vídeos

Os dados continuam a reafirmar que vídeos DE QUALIDADE, e NATIVOS vão continuar sendo priorizados pelo algoritmo. Então defina uma estratégia que inclua vídeos com conteúdo relevante para sua audiência.

➽ Seja exigente com o que você publica ou compartilha

Não compartilhe tudo que você vê ou publique todo conteúdo que você tem. Se ele não gerar engajamento, sua pontuação de credibilidade vai diminuir, e consequentemente o seu alcance também. Publique apenas conteúdo que considere adequado para seu público-alvo.

➽ Absolutamente, não use Clickbait, isca de engajamento ou conteúdo excessivamente promocional

O Algoritmo vai penalizar o Clickbait, as Fake News, os artigos sensacionalistas e o conteúdo que pede aos usuários para curtirem, comentarem ou compartilharem. Sabe os sorteios que pedem curtidas, compartilhamentos e etc. Pois é, ABSOLUTAMENTE NÃO FAÇA ISSO!

Concluindo...

Eu sei que não é uma tarefa nada fácil, e que a grande maioria sequer chegará ao fim deste artigo, muito menos aplicará o que está aqui descrito. O fato é que, a evolução é constante, e cada vez mais você que é profissional das mídias precisa estar atento e se adaptar as mudanças. E cada vez mais, aquele que se dedicar e andar conforme as regras e recomendações vai se destacar.

Então fica a dica, com esta frase novamente:

“Adapte-se ou morra...”

Navegue com o algoritmo do Facebook, e não Naufrague nele! ;)

==================
Traduzido e adaptado do artigo original de Ste Davis: https://www.stedavies.com/social-media-algorithms-guide/

logo

Gestor de Tráfego com foco em Facebook/Instagram ADS. Viciado em Aprender e Compartilhar conteúdo. Apaixonado por Design de Marcas, Marketing digital e Mídias Sociais.

O conteúdo apresentado neste site não representa nenhum tipo de parceria ou vínculo com o Facebook, Instagram, Whatsapp ou qualquer um de seus produtos e aplicativos. Também não são uma promessa ou garantia de ganhos ou resultados futuros.

Eu, James William, não garanto o seu sucesso ou nível de renda, através do uso de meus produtos, informações, estratégias ou recomendações, nem sou responsável ​​por quaisquer de suas ações.